Chegam os rebocadores para a recuperação da Praia Central

O primeiro a chegar foi o DN38 (foto Divulgação)

Já está em Balneário Camboriú o primeiro dos três rebocadores, modelo “Multi Cat”, que posicionarão no mar as duas linhas de tubos que trarão areia nova para a Praia Central. Este rebocador, o DN38, veio da Argentina e tem uma tripulação especializada neste tipo de operação, além de “munck” (guincho) de alta capacidade. O DN38 está aportado no Atracadouro Tedesco, na Barra Sul. O segundo rebocador também já chegou e está atracado em Itajaí.

A soldagem dos tubos na areia da praia está quase pronta, até o final desta semana deverá estar finalizada. A previsão é de que as linhas comecem a ser colocadas no mar a partir da semana que vem, ou na outra, dependendo das condições de ondulação e corrente marítima.

A primeira linha que vai ser posicionada é a que mede 1,1 Km e está no canteiro de obras que vai da Rua 2500 até a Rua 3700. Ela vai ter as duas pontas tampadas e será empurrada para o mar por tratores. Uma das pontas será amarrada a cabos de aço, então, e puxada pelos rebocadores para o mar, além da Ilha das Cabras. Esta operação é feita com a tubulação flutuando.

A segunda linha, esta de 700 metros que está no canteiro da parte Norte da praia, também terá as duas pontas tampadas, será empurrada até o mar e puxado por uma das pontas, flutuando, para além da Ilha das Cabras onde será acoplado à primeira linha, formando, então, uma única linha que vai da praia, na altura da Rua 3300, até o fundo da enseada.

Numa terceira operação, uma tubulação flexível de borracha será ligada à ponta dentro do mar e a tubulação de ferro será afundada. A esta ponta flexível e flutuante será acoplado o equipamento que fará a ligação da tubulação à draga, quando esta chegar à cidade, o que deverá ocorrer em agosto. Então começará o preenchimento da praia, que vai aumentar a orla dos atuais, em média 25 metros, para 70, uma obra esperada há décadas por Balneário Camboriú.