Programa Abraço à Mulher, de Balneário Camboriú, tem aumento de 30% durante o coronavírus

Em tempos de pandemia, muitas mulheres têm enfrentado outro inimigo comum, além do coronavírus: a violência doméstica. Segundo relatório apresentado pelo programa Abraço à Mulher – criado em abril de 2019 pela Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social – nesse período de pandemia o número de atendimentos aumentou consideravelmente.

Desde o dia 17 de março, início do isolamento social, em relação ao mês de fevereiro, houve um acréscimo de 30% nos casos de violência doméstica. Conforme o Abraço à Mulher, foram atendidas 632 chamadas via whatsapp e telefone do plantão. Nas chamadas, as mulheres encontravam-se em situação de violência doméstica e vulnerabilidade social.

Destes atendimentos, a equipe do Abraço esteve presencialmente na Delegacia da Mulher e Delegacia da Polícia Civil fazendo o acompanhamento, o registro de Boletins de Ocorrência, bem como, solicitando as medidas protetivas às vítimas. Até o dia 24 de maio, por meio do atendimento psicológico on-line, foram assistidas 87 mulheres. O trabalho se manteve também no presencial, com 52 visitas domiciliares.

De acordo com a secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, “o Abraço à Mulher não deixou de atender nenhuma mulher que tenha solicitado ajuda nesse período de quarentena, por isso, a importância deste programa em tempos de isolamento social”, frisou.

O programa Abraço à Mulher, que tem como principal objetivo proteger e amparar as mulheres vítimas de violência doméstica, funciona 24 horas, inclusive nos fins de semana; via whatsapp ou ligação telefônica pelo número (47) 9 99821906.