Revitis, para estimular a viticultura paranaense

O momento é de plantio de mudas frutíferas e o Paraná tem desde 2019, um programa de revitalização da viticultura paranaense, o Revitis, acionado pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento. Foi criado com o objetivo de estimular a produção de uvas e seus derivados no Paraná. Tem base em 4 eixos: incentivo para a produção, reorganização da comercialização, desenvolvimento do turismo e apoio à agroindústria.

Os objetivos são esses:

– Revitalizar a viticultura no Estado do Paraná;

– Promover expansão da área com o cultivo da videira no Estado;

– Coordenar a integração dos atores da cadeia produtiva da uva, visando ao seu desenvolvimento de forma justa para todos;

– Estruturar a rede estadual da pesquisa para a vitivinicultura;

– Promover a capacitação de técnicos e produtores em vitivinicultura;

– Fomentar a assistência técnica aos vitivinicultores Paranaenses;

– Fortalecer a agroindústria vitícola;

– Incentivar a inserção da uva e seus derivados nos mercados institucionais;

– Estimular o consumo da uva e seus derivados;

– Fortalecer os polos vitícolas existentes, bem como formar novos, conforme características regionais;

– Impulsionar o turismo nas regiões produtoras de uva e de seus subprodutos;

– Criar a Câmara Setorial em Viticultura.

Em Palmeira

A ação do programa Revitis abrange todos os municípios paranaenses. Em Palmeira, por exemplo, o Termo de Convênio firmado entre Município de Palmeira e o Governo do Estado do Paraná, através da Secretaria de Estado de Agricultura e do Abastecimento (SEAB/PR) disponibilizou aos produtores viticultores do município mais de três mil mudas de cultivares de uva.  Em Palmeira foram realizadas as entregas de 3.250 mudas de uva à Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, sendo 1.753 da variedade Niagara Branca, 1.350 de Niagara Rosada e 147 mudas da Niagara Bordo. 

As mudas foram repassadas aos produtores palmeirenses, com intuito de fomentar o cultivo dos parreirais, assim como, desenvolver a produção de vinhos, compotas, geleias, sucos e demais derivados da cultura. 

De acordo com Antônio Fernando Voltarelli, secretário de municipal de Agricultura e Pecuária, “Palmeira possui grande potencial no ramo viticultor e por isso merece atenção especial por meio da Secretaria”, destacou.