Oceano

Dia dos Oceanos e dos oceanógrafos

8 de Junho é o Dia Mundial dos Oceanos, data para que seja destacada a importância dos oceanos para o equilíbrio da vida no planeta Terra.

Eles constituem dois terços da superfície terrestre e são o princiipal regulador térmico do nosso mundo.

É importante a conscientização dos terráqueos para que não haja tantos impactos das atividades humanas em todos os oceanos.

Todos os anos, nessa época, o Dia Mundial dos Oceanos apresenta um tema diferente e neste ano foi escolhido “Os oceanos: vida e subsistência”.

O Dia dos Oceanos foi criado durante a Rio-92, a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, que ocorreu no Rio de Janeiro.

A data é celebrada desde 1992, no entanto, a ONU (Organização das Nações Unidas) apenas oficializou a comemoração em 2008.

Dia dos oceanógrafos

Oceanos são a razão de ser dos oceanógrafos, junto com rios, riachos, mares. É a ciência que pesquisa as características desses mares, rios, lagos, oceanos e zonas costeiras, abrangendo desde as suas descrições físicas até a interpretação de fenômenos.   

O dia 8 de junho é comemorativo também do Dia do Oceanógrafo.

O oceanógrafo coleta, analisa e interpreta dados sobre as condições químicas, físicas, geológicas e biológicas dos ambientes aquáticos. E atua também em projetos de saneamento de áreas costeiras, analisando a composição das águas.

Além isso, o profissional pode ainda desenvolver técnicas de exploração dos recursos naturais e minerais dos mares, avaliando os efeitos das atividades humanas nos ecossistemas.

Além disso, o manejo de recursos vivos, bem como a tecnologia de pesca e a poluição marinha, também envolvem a multidisciplinaridade. E a navegação também é uma atividade inerente no dia a dia do oceanógrafo, e conhecimentos em cartografia e meteorologia são necessários.

O curso de Oceanografia tem duração média de 5 anos, obedecendo à regulamentação estabelecida pela lei nº 11.760, de 31 de julho de 2008. Por ser um curso relativamente novo, a demanda do mercado é significativa, como veremos a seguir.

Alunos formados em Biologia, Geografia, Geologia, Química, Física ou Engenharia também podem atuar no campo da Oceanografia se fizerem uma especialização na área, como determina a lei nº 11.760.

Contudo, para quem está iniciando uma graduação agora e deseja atuar como oceanógrafo, fazer uma formação específica pode ser mais vantajoso.

Inclusive, por ser uma profissão requisitada nas cidades litorâneas de nosso país, pode ser que você tenha de se mudar para estudar e trabalhar na área. Então, vale a pena conferir algumas dicas para se organizar morando sozinho!

Oceanógrafos da Universidade Federal do Paraná (DIVULGAÇÃO)

Fernando Diehl

O professor Fernando Diehl, que é sócio diretor do Grupo Acquaplan, que reúne empresas de consultoria na área ambiental e desesenvolvimento de tecnologias de oceanografia operacional e survey (especiamente de empreendimentos ligados a ambientes costeiros e de navegação), foi o grande responsável pela implantação do terceiro curso de Oceanografia no Brasil, na Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI – em Santa Catarina.

Durante 6 ocasiões ele presidiu a AOCEANO- Associação Brasileira de Oceanografia. Diehl é egresso do curso de Oceanografia da Fundação Universidade do Rio Grande do Sul – FURG.

Prof. Fernando Diehl  (Agência ALESC)