Zona Franca de Manaus terá entreposto em Itajaí

As obras (DIVULGAÇÃO – BRL Properties)

(da Redação)

A Zona Franca de Manaus terá um entreposto, espécie de “braço”, no estado de Santa Catarina. Um espaço de 80 mil metros quadrados, no bairro Brilhante, em Itajaí, litoral norte do estado, abriga o projeto do polo. O primeiro módulo do centro logístico começa a operar ainda este ano.

O empreendimento é do grupo BRL Properties, que já havia iniciado tratativas com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Itajaí no ano passado para a construção.

Ao todo, devem ser investidos mais de R$ 200 milhões. A empresa ZF-Log é quem detém a licença para operar o entreposto da ZFM fora de Manaus. Dessa forma, são somente cinco no Brasil e o de Itajaí é o único no Sul do país.

Entenda o entreposto

O entreposto funciona basicamente como um “braço” da Zona Franca de Manaus. Nele as mercadorias podem ser movimentadas, fracionadas e reexpedidas para todo o Brasil com a mesma isenção tributária que é aplicada no Amazonas.

O entreposto itajaiense deve receber logo de início cargas de grandes empresas como Philco, Samsung, Positivo, Intelbras e TLC.

A conclusão total do projeto está prevista 2025. Com isso, a expectativa é de que sejam gerados 600 empregos diretos.

O entreposto em Itajaí já existe em uma área muito menor, limitando a quantidade de cargas movimentadas.

As cargas recebidas em um entreposto da Zona Franca podem permanecer por até 270 dias com a isenção de encargos.

O início das operações no complexo logístico do Brilhante deve aumentar consideravelmente a movimentação de mercadorias em Itajaí. Essa facilidade logística da região, aliás, foi determinante para a instalação do empreendimento na cidade.

A proximidade com outras cidades da região e a facilidade de escoamento pela BR-101 e entre portos foram os fatores que chamaram a atenção dos investidores. Além da disponibilidade da área.