Produtor de Água de Balneário Camboriú, exemplo a ser seguido

Servidores da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) receberam representantes do Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) e do Instituto Sustentável de Itajaí, para conhecer o Produtor de Água do Rio Camboriú. O projeto implantado em Balneário Camboriú há 11 anos, visa a recuperação das áreas de preservação permanente das margens do Rio Camboriú.

De acordo com os representantes da cidade vizinha, Adriana Santos, do Semasa, Marcelo Bauke e Marcel Ferrari, do Instituto Sustentável de Itajaí, o Governo Municipal de Itajaí vem conhecendo um pouco mais sobre esse projeto e o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) e vem analisando a possibilidade de implantar um programa semelhante na Bacia do Rio Itajaí.

“Vamos enviar alguns estudos e documentos para que eles possam ter acesso ao funcionamento do projeto e estaremos à disposição para novas conversas”, mencionou a engenheira Ambiental responsável pelo Produto de Água, Rafaela Santos. “É um orgulho saber que o Produtor de Água do Rio Camboriú, que aos poucos vem colhendo frutos para a preservação do nosso rio, serve de exemplo para ser implantado em outras cidades do Estado”, completou.

Sobre o Produtor de Água

O Produtor de Água do Rio Camboriú foi criado pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) em 2009, inspirada pelo Programa Produtor de Água da Agência Nacional de Águas (ANA) e por experiências internacionais. A iniciativa destina parte dos recursos da arrecadação anual, para a conservação e recuperação da bacia hidrográfica do Rio Camboriú, incentivando proprietários rurais a adotarem práticas conservacionistas em suas propriedades. O projeto conta atualmente com 27 propriedades parceiras e possui 1.154,28 hectares de área conservada, além de 70,97 hectares em processo de restauração.