BAT Brasil (ex-Souza Cruz): há 60 anos fazendo história em Rio Negro

Antes e depois

Empresa completa seis décadas na cidade de Rio Negro, colecionando histórias de sucesso, investimentos sociais e geração de empregos para a comunidade

Presente há seis décadas em Rio Negro, a BAT Brasil, ex-Souza Cruz, construiu sua história no município a partir de uma série de investimentos, dedicação e trabalho em favor da comunidade local. Hoje, considerada uma das mais modernas usinas locais, a empresa mantém seu compromisso de levar crescimento e modernização à região, com a geração de 1000 empregos diretos e indiretos. Desde o início do seu funcionamento, em novembro de 1960, a unidade demonstrou grande preocupação com o bem-estar dos seus funcionários e dos moradores da cidade. Foi a primeira empresa do estado do Paraná a cuidar da segurança dos seus colaboradores, inaugurando, em 1962, a primeira comissão interna de prevenção de acidentes.  

Essa seria a primeira de muitas outras ações em busca de contribuir socialmente com a cidade. Com o propósito de levar crescimento econômico e social para o município de Rio Negro, a BAT Brasil realizou uma série de outros projetos que impactaram diretamente na qualidade de vida da população. Uma das ações se deu em julho de 1983, quando a população de Rio Negro e Mafra foi surpreendida com o nível das águas do Rio Negro subindo rapidamente. Naquele mês, intensas chuvas fizeram o nível normal de 1,50 metro chegar, no mês de julho daquele ano, a 14,57 metros, inundando bairros, destruindo casas e deixando centenas de famílias desabrigadas. Na ocasião, a empresa desempenhou um importante papel na organização das atividades da Defesa Civil, disponibilizando colaboradores para ajudarem no monitoramento de elevação do nível do rio, realizando ações de retirada de pessoas em situação de risco e disponibilizando transporte para mudanças, além de fornecer água potável para a população. 

Na área cultural, a BAT Brasil também investiu em projetos de valorização do patrimônio histórico, quando apoiou o projeto de recuperação da centenária Capela de Rio Negro. Em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, a Universidade Federal do Paraná e a FUNDIR (Instituição beneficente), a empresa patrocinou a restauração da Capela Cônego José Ernser do Seminário Seráfico (hoje sede da prefeitura). Anos mais tarde, em parceria com a Rádio Difusora de Rio Negro, a empresa inaugurou a Rádio “QuEnSH”, que foi ao ar semanalmente, no horário do informativo Souza Cruz. Com grande audiência, os programas tratavam de dicas e instruções sobre qualidade do tabaco, preservação do meio ambiente e segurança, que são os eixos básicos do sistema já aplicado dentro da empresa.

Para apoiar as instituições não governamentais do município na última década, a BAT Brasil vem realizando, nos últimos anos, o “Arraiá da Solidariedade”. A ação, organizada de forma voluntária por colaboradores da empresa, reúne instituições que atuam em diversas áreas, como assistência a idosos, pessoas com deficiência e preservação do meio ambiente. As instituições ganham com a venda de alimentos e bebidas típicas, artesanato e entretenimento, e o lucro é revertido integralmente para as participantes. Em nove edições, mais de 132 mil reais já foram revertidos às ONGs.

Ao longo dos anos, a empresa também investiu na sustentabilidade. Impulsionada pela vontade de fazer mais pela comunidade e o meio ambiente, na década de 1980, a Unidade adquiriu a Fazenda Triângulo, com 2.189 hectares, para produção de lenha de reflorestamento, como alternativa para as caldeiras à óleo BPF (combustível derivado do petróleo). A unidade, então, passou a utilizar energia oriunda de recurso renovável e ambientalmente sustentável.

História, crescimento e modernização

Inaugurada às margens da BR 116, a estrutura da empresa foi sendo ampliada ao longo dos anos. Ainda na década de 1960, o projeto de expansão contou com grandes obras, como a construção de oito blocos, o prédio do escritório, guarita e até bicicletário. Nos anos seguintes, seguiu com o projeto de expansão, ampliando, entre 1973 a 1975, sua estrutura em mais quatro blocos, que duplicaram a capacidade de estocagem de fumo enfardado. Ainda em 1974, foi realizada a primeira safra totalmente processada na cidade. Na época, a unidade de Rio Negro contava com três linhas de produção com capacidade de 5.000 kg/h, totalizando 15.000 kg/h.

Em 1987, a empresa fundou o Centro de Melhoramento de Fumo (CMF) na cidade. Responsável pela produção de todas as sementes de tabaco utilizadas pela empresa, o CMF também desenvolve tecnologias que tornam o tabaco mais resistente às condições climáticas das regiões de plantio de fumo no Brasil, bem como mais tolerante às principais pragas e doenças que atacam as lavouras. 

Na década de 1990, a usina passou por nova reestruturação. Além da modernização das linhas de debulhação (separação das partes do tabaco), a empresa inaugurou um novo depósito para suprimentos agrícolas, construiu novos prédios administrativos, ampliou o bloco “A”, realocou e modernizou o recebimento de fumo, construiu a Casa do Produtor (um espaço reservado aos produtores integrados no período de comercialização de tabaco) e um novo pátio para estacionamento de caminhões.

No início do ano 2000, a BAT Brasil concluiu uma obra que permitiu que o fumo produzido na indústria alcançasse padrões de exportação mundial. Denominada “Projeto C-48”, a obra teve como principal objetivo dotar a unidade de modernos equipamentos na área de embalagem de fumo, com investimento de mais de R$ 8,4 milhões. Para a empreitada, foram contratados mais de 400 profissionais do município. 

Ao longo dos anos, novas reformas foram realizadas dentro da empresa, ampliando e modernizando os vestiários, área de lazer e restaurante. Hoje, a usina soma o total de 64.000 m2 de área construída e capacidade de processamento de 22 toneladas de tabaco por hora.

Incentivo ao empreendedorismo jovem

Focando na economia do município, a BAT Brasil, por meio do Instituto Souza Cruz, investe diretamente no empreendedorismo dos jovens da região por meio do programa Novos Rurais. Ele desperta o empreendedorismo ainda no Ensino Médio, incluído como uma disciplina de formação. Os participantes aprendem a criar um plano de negócios e a investir na zona rural, seja com projetos agrícolas ou não. Isto torna o ambiente do campo mais atrativo para as novas gerações, evitando a evasão para a cidade. Ao final da capacitação, o Instituto Souza Cruz apoia os projetos já finalizados com ajuda financeira, consultoria e acompanhamento. Em Rio Negro, em 2019, foi feita uma parceria com o Colégio Agrícola Estadual Lysimaco Ferreira da Costa, onde o programa já formou 158 alunos e apoiou 30 novos negócios na região.

Sobre a BAT Brasil 

Empresa centenária no Brasil, a Souza Cruz passou por um grande acontecimento em 2020. Com novo nome, somos agora é a BAT Brasil – uma mudança que reflete a força da empresa no mercado internacional, afinal, a qualidade do tabaco produzido aqui está presente não apenas em todo o país, mas também no mundo, por meio de marcas globais como Dunhill, Kent e Rothmans. Por isso, decidiu-se adotar um nome global, mas a cultura que faz desta empresa uma das melhores para se trabalhar continuará a mesma por muitos anos. A empresa está em linha com as transformações do Grupo BAT, que prioriza a diversidade, a sustentabilidade e a proximidade com o cliente, atendendo suas necessidades e inspirando a sociedade. No Brasil, está presente em todos os estados, com cerca de 5 mil colaboradores diretos e 2 mil sazonais, indo de uma ponta da cadeia à outra – em uma parceria de mais de 100 anos com os produtores integrados, que plantam e colhem a matéria prima. O tabaco passa pelas  duas usinas no sul do país, segue para a fábrica em Minas Gerais para se transformar no produto final, que é distribuído em 200 mil pontos de venda diretamente. Cada engrenagem desse sistema é movida por pessoas: o maior ativo da empresa. Esses talentos são responsáveis pelo sucesso da empresa  que, por isso, prioriza o desenvolvimento de cada um deles. A maior prova disso é que há nove anos é certificada pelo Instituto Top Employers como uma das melhores empregadoras do país.