FOTO – DIVULGAÇÃO

Em 2023, 144 anos da primeira ascensão ao Pico do Marumbi

(da Redação, com texto da Prefeitura de Morretes)

Faz um mês (aconteceu nos dias 20 e 21 de agosto) que Morretes promoveu o 1º Festival Pico Marumbi em homenagem à primeira ascensão ao ponto culminante do conjunto, realizada em 21 de agosto de 1879, há 143 anos, por moradores de Morretes e Porto de Cima.

O evento foi realizado em uma parceria entre Prefeitura de Morretes, Clubes de Montanhas e representantes do Conselho Municipal de Turismo, que atuaram de forma voluntária para celebrar o montanhismo paranaense.

O festival foi um sucesso total. Tanto que as pessoas – especialmente os marumbinistas – estão com saudades e já pensam na 2ª. edição, que deve acontecer em 2023.
Só lembrando o que ocorreu (texto da Prefeitura de Morretes):

“Aos pés do Marumbi, o público pode trocar experiências e conhecer o montanhismo na Serra do Mar, enquanto músicos, contemplados pela Lei Aldir Blanc se apresentavam, apreciar na casa Maria Bueno a exposição “Vistas do Marumbi”, onde artistas da cidade exibiram obras inspiradas pela montanha e as crianças puderam experimentar de forma segura a escalada indoor.

A Praça também foi ponto de partida para a trilha da Mamona, onde os participantes puderam além de caminhar em direção ao Marumbi, contribuir na manutenção de mínimo impacto ambiental na trilha.

Na Casa Rocha Pombo, foi possível conhecer a maquete da Serra do Mar e sair em visita guiada ao cemitério central, onde estão enterrados os conquistadores da primeira escalada, como, Joaquim Olímpio e o artista plástico Lange de Morretes, admirador declarado da montanha, além de encerrar o passeio na Casa dos França, para ver fotos e arquivos das primeiras incursões de moradores ao Marumbi. Outro ponto do Festival no Centro Histórico foi o restaurante Empório do Largo, que exibiu o filme, “Marumbi: A Montanha por Dentro”, com a presença do diretor do filme para bate-papo.

O Festival encerrou com o tradicional brinde a montanha na cervejaria Porto de Cima que produz a cerveja, “Gralha Azul” especialmente para a comemoração ao Marumbinismo.

Morretes, cidade berço do montanhismo brasileiro, ressaltou a cultura de montanha com promoção do turismo de aventura e reconhecimento da história local”.

Agradecemos a todos que contribuíram para que o evento ocorresse, Comtur Morretes, em especial aos representantes da Cervejaria Porto de Cima; Restaurante Empório do Largo; Calango Expedições; ao Restaurante Casarão; Restaurante Madalozo e Ekoa Park por divulgarem o evento; à Federação Paranaense de Montanhismo; Clube Paranaense de Montanhismo; Associação Montanhistas de Cristo e Clube União Marumbinismo Escalada; Montanhista Evolutivo pela parceria na organização do evento; à Cincotreze por disponibilizar o muro de escalada, um sucesso com a comunidade; a Adetur Litoral; Serra Verde Express; Hotel e Pousada Camboa de Antonina pelo apoio e por fim, aos ilustres participantes Henrique Schmidlin (Vitamina), Éric Joubert Hunzicker, Carlos Eduardo Belz, Dona Helena Sundin e todos aqueles que estiveram juntos no 1° Festival Pico Marumbi.