O Pitoco no Terminal de São José dos Pinhais

(da Redação)

Terminal urbano de São José dos Pinhais, dia 21 de setembro, início da Primavera, mas tempo feio, frio.

Enquanto aguardava o ônibus que o levaria de volta a Curitiba, o jornalista notou alguns panos num canto, potes de rações e água e uma placa.

Chegou mais perto leu o que estava escrito: “Não alimente o PITOCO. Ele está muito doente devido ao excesso de peso”.

O Pitoco estava ali deitado e de repente deu uma saída. Gordo era apelido. Ele estava MUITO gordo.

Mas valeu a boa intenção de quem se interessou pelo amigo do homem. O Pitoco teve sorte de ter alguém que lhe de socorro.