FOTOS- SEMA / DIVULGAÇÃO

Monumentos do Parque Arthur Thomas são revitalizados para visitantes

(PREFEITURA DE LONDRINA)

A Prefeitura de Londrina continua executando diversas melhorias e manutenções para que a Unidade de Conservação Municipal Parque Arthur Thomas esteja cada vez mais atrativa para a comunidade. Recentemente, vários monumentos antigos do parque foram pintados e recuperados. Algumas dessas estruturas abrigam telefones públicos, os“orelhões”, e agora, os visitantes podem conferir e fotografar os monumentos revitalizados que representam a fauna do Parque Arthur Thomas.

Esses e outros trabalhos de reforma são coordenados pela equipe da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), que administra o parque. Localizado na zona sul de Londrina, a entrada do Parque Arthur Thomas fica na Rua da Natureza, 155. O funcionamento é de terça a domingo, inclusive feriados, das 8h às 17h.

O secretário municipal do Ambiente, Ronaldo Siena, frisou que as ações em prol da reabertura do espaço foram intensificadas com a criação da Gerência de Parques e Biodiversidade, atendendo a um pedido do prefeito Marcelo Belinati. Essas atividades, executadas ao longo de 2021 resultaram na reabertura em janeiro de 2022, quando o Parque Arthur Thomas voltou a receber o público.

“Fizemos a reabertura com boas condições de visitação, sabendo que ainda havia muitas coisas que precisavam ser corrigidas. E é isso que temos feito continuamente, com as manutenções e liberações de trilhas para os visitantes. Temos melhorado a cada dia, inclusive notando um aumento de visitantes. O Parque Arthur Thomas uma área muito bonita e muito importante em Londrina, e é nosso objetivo servir cada vez melhor a nossa população”, afirmou Siena.

Um grande projeto de revitalização do entorno do Parque Arthur Thomas aguarda a liberação de recursos por parte da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest). “Estamos com projeto aprovado junto à Sedest, aguardando os trâmites internos referentes ao repasse dos recursos para iniciarmos as obras do cercamento e iluminação do entorno do parque”, completou o secretário municipal do Ambiente.

Além da recuperação dos monumentos, servidores da Sema também executam rotineiramente a manutenção das trilhas do Arthur Thomas. O gerente de Parques e Biodiversidade, Jonas Henrique Pugina, detalhou que as ações incluem desobstrução, retirada de materiais e lixo. “Também fizemos melhorias nos acessos para os visitantes, com calçamentos. Parte do cercamento foi refeito e, agora, a pintura geral dos monumentos”, citou.

Outro ponto que está recebendo melhoria é o banheiro dos visitantes, com novas portas, substituição de vidros, pintura e outros detalhes. “Estão em andamento a revitalização do mirante e futuramente a reabertura da lanchonete. E a longo prazo, nosso planejamento envolve refazer o cercamento de todo o parque e desassorear a lagoa”, antecipou o gerente de Parques e Biodiversidade da Sema.

Além da Secretaria Municipal do Ambiente, as reformas e demais serviços de recuperação no Arthur Thomas contam com apoio e participação da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL).

Público – Desde que foi reaberto ao público, em janeiro deste ano, o Parque Arthur Thomas tem recebido um grande número de visitantes, especialmente nos fins de semana e feriados ensolarados. “Nessas datas, chegamos a superar o número de mil visitantes por dia; já no decorrer da semana, em média, cerca de cem pessoas vêm ao parque”, contou Pugina, que também é biólogo.

Além de visitantes que buscam um momento de lazer e descanso, o parque também recebe grupos escolares para atividades educativas. Quem tiver interesse em agendar uma visita monitorada, pode entrar em contato com a Secretaria Municipal do Ambiente com antecedência, pelo telefone 3372-4750, das 12h às 18h.

Uma das principais atrações do Parque Arthur Thomas são as trilhas. E em maio, a Trilha do Tatu foi liberada para visitação, após vários anos interditada. “As pessoas gostam muito porque essa Trilha do Tatu leva a um passeio muito mais próximo da vegetação e da fauna. Com extensão de um quilômetro e meio, ela inclui trechos que passam próximos de córregos também. A visitação tem sido grande, desde a reabertura o londrinense e visitantes de cidades vizinhas têm procurado muito o parque. Estamos bem satisfeitos com a procura”, concluiu o gerente da Sema.