Prefeitura de Arapongas realiza workshop sobre Governança Pública 4.0 com empresários da Orchestra Soluções

A prefeitura de Arapongas, cidade que abriga o 2º maior polo moveleiro do país, realizou o workshop “Governança no Setor Público num Mundo 4.0”, com a equipe executiva da prefeitura, incluindo secretários e diretores de todas as pastas.

O evento foi realizado pela prefeitura, em parceria com a empresa gaúcha Orchestra Soluções de Gestão, que possui sede em Canoas e escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, e teve como objetivo a qualificação e avanço na implementação do projeto smart “Arapongas, Cidade Inteligente”.

No workshop ministrado pelos consultores da Orchestra, Marco Juarez Reichert e Tarcísio Gargioni, 50 participantes do executivo e legislativo, entre secretários, diretores de pastas municipais e vereadores, ouviram estratégias aprimoramento em gestão pública com enfoque na indústria 4.0, e exemplos de cases de sucesso nestas práticas.

Esta é a segunda vez que os consultores da Orchestra realizam agenda oficial com o prefeito Sérgio Onofre (PSC). No mês de setembro, Tarcísio Gargioni, que é co-fundador da Gol – Linhas Aéreas Inteligentes, e Marco Juarez Reichert, Conselheiro de Administração de uma das maiores cooperativas de crédito do país, estiveram na cidade, em reunião com Onofre, que foi acompanhado pelo presidente do Sindicato das Indústrias Moveleiras de Arapongas (Sima), José Lopes Aquino, e do vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimovel), Irineu Munhoz; além dos secretários municipais Beto Siena, da Administração, e Nilson Carlos Violato, da Indústria, Comércio e Turismo.

Segundo o consultor Marco Juarez Reichert, que também é autor do livro “A Metamorfose do Vencedor”, sobre revolução industrial  4.0, há um comprometimento real com o desenvolvimento da cidade:

“Foi um dia de atividades muito produtivo e prazeroso, pois os participantes do Executivo e do Legislativo do município de Arapongas demonstraram bastante interesse nas atividades e comprometimento com o propósito da atual gestão, que é a de agregar valor para o cidadão Araponguense com uma cidade cada vez melhor, uma cidade inteligente.”, revela Reichert.

O Plano de Desenvolvimento “Arapongas, Cidade Inteligente” é um carro-chefe de Sérgio Onofre. Com proposta arrojada, o projeto tem foco na inovação e estabelece que, em um período entre 2021 e 2030, sejam desenvolvidas uma série de ações de capacitação e fomento para setores da indústria, ações estruturantes, estabelecimento de marcos legais e geração de tecnologia. A cidade que hoje, sozinha, é responsável por 10% do faturamento nacional do setor moveleiro, movimentando cifras na casa dos bilhões, planeja um salto de crescimento e projeção, seguindo a tendência no Estado do Paraná, que é o segundo com maior número de cidades inteligentes do Brasil, de acordo com o ranking Connected Smart Cities 2021, realizado pela empresa Urban Systems.